iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Image may contain: text
Um membro da antifa pegando um fascista.

Por Marco Frenette


Os alienistas

Especialistas em transtornos de caráter e desvios morais relacionados à política têm um campo fértil de estudo nos malabarismos linguísticos dos esquerdistas, os quais estão sofrendo para noticiar o enorme sucesso de Bolsonaro e equipe (com destaque para o ministro Ernesto Araújo) no fechamento de um acordo comercial histórico entre Mercosul e União Europeia, o qual trará enormes vantagens para o Brasil.

O jornal “O Estado de S. Paulo”, por exemplo, noticiou assim: “Mercosul e União Europeia concluíram o acordo após 20 anos de negociação…”, como se Mercosul e UE fossem elas próprias duas entidades humanas que passaram duas décadas em conversação, e que só agora se sentaram à mesa para assinar o acordo; e a matéria segue sem citar os protagonistas reais dessa vitória. É a canalhice esquerdista criando uma narrativa surreal.

E esse é o tom geral da imprensa. Reinaldo Azevedo também transforma a vitória de Bolsonaro em sucesso dos governos anteriores que só fracassaram, e Bonner faz o mesmo, e todos os sites de esquerda; e alguns esquerdistas ainda inovam, como o ex-ministro Celso Amorim, que critica o governo por fechar o acordo “num momento frágil do Mercosul”.

Os esquerdistas já não toleravam Bolsonaro por ele ser honesto; e agora estão descobrindo que ele também é competente. O sofrimento mental é muito grande.

star-line-clipart-22
Rafael Vidal

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.