Karen White

À esquerda Stephen Wood. À direita Stephen Wood, autoproclamado como Karen White.

Karen White (pictured), 52, was described as a "predator" who was a danger to women and children, Leeds Crown Court heard

 

 

Karen WhiteWhite's most recent partner  bravely added her voice to the row. Speaking exclusively to the Mail this week she said: 'He was very manipulative and very controlling. He was a liar. He could twist anyone around his finger. I've seen him do it with authority figures. He played the system'

Por Amanda Prestigiacomo, no Daily Wire Leia o artigo completo aqui.

 

Um criminoso, biologicamente masculino, que se identifica como mulher e ainda não recebeu uma cirurgia de redesignação, foi autorizado a permanecer em uma prisão feminina para cumprir sua sentença. Agora, o recluso trans foi acusado de agredir sexualmente ou assediar quatro prisioneiras do sexo feminino.

Karen White, de 51 anos, foi acusado de má conduta sexual de setembro a novembro de 2017, na prisão New Hall, em Wakefield, West Yorkshire, pouco depois de ter sido enviado à prisão no ano passado.

O Blaze relata :

O primeiro ataque ocorreu, supostamente, logo após White ter chegado à prisão de alta segurança. A primeira vítima afirmou ter se tornado amiga de White antes do ataque.

Outra prisioneira alegou que White fez comentários inapropriados sobre sexo oral para outra presa.

A terceira vítima alegou que White a atacou, e a quarta vítima acusou o prisioneiro transexual de beijá-la no pescoço.

 

O juiz Christopher Batty disse a White que ele era um “predador e altamente manipulador e, na minha opinião, você é um perigo”.

Ele acrescentou: “Você representa um risco significativo de sérios danos a crianças, mulheres e ao público em geral”.

E ainda: [ele] “usou sua “persona transexual” para se colocar em contato com mulheres vulneráveis.

Wood já tinha condenações por agressão indecente, exposição indecente e indecência grosseira envolvendo crianças, violência e desonestidade.

Os juízes britânicos geralmente determinam que um criminoso vá para um presídio designado para o sexo oposto, se ele tiver sido diagnosticado com disforia de gênero e / ou viver como seu “novo” sexo por pelo menos dois anos. 

 

Fonte:

www.paxexlive.com/thread/transgender-prison-inmate-who-sexually-assaulted-women-jailed-for-life

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!