iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Por Susan Berry, no Breitbart.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), agência de saúde da ONU, anunciou que os indivíduos que alegam ser transexuais não têm mais uma doença mental.

More than a dozen women began brutally fighting at San Francisco's Pride Festival on Sunday over a dispute about a singer's performance.
Cerca de 12 mulheres brigaram violentamente num festival de rua de São Francisco.

Assita ao vídeo da briga aqui.

Antecipando a próxima publicação da 11 ª edição da sua Classificação Internacional de Doenças  (CID), a OMS afirma que removeu a incongruência de gênero de sua lista de doenças mentais a fim de “reduzir o estigma”, que pode vir com a afirmação de ser de um género incongruente com o próprio sexo biológico. A OMS afirma que a medida promoverá “melhor aceitação social de indivíduos que vivem com a incongruência de gênero”.

“Ele foi retirado dos transtornos mentais porque tivemos uma compreensão melhor de que isso não era realmente uma condição de saúde mental”, disse a Dra Lale Say, coordenadora da equipe de adolescentes e populações de risco da OMS. “Deixá-lo lá estava causando estigma, por isso, a fim de reduzir o estigma, além de garantir o acesso às intervenções de saúde necessárias, isto foi colocado em um capítulo diferente, o capítulo de saúde sexual, no novo CDI.”

“A decisão não se baseou apenas na promoção ou no feedback das comunidades envolvidas”, continuou ela. “Todas as evidências disponíveis foram revisadas e discutidas por um grupo consultivo externo e, juntamente com a base científica dessa condição, e o feedback da comunidade profissional e das comunidades envolvidas, formaram a base dessa decisão.”

Say mencionou uma decisão similar “sobre remover completamente a homossexualidade do CDI”.

“Novamente, isso foi baseado no entendimento científico de que não havia evidências claras de que esse problema deva ser medicalizado”, disse ela.

Segundo o PinkNews, o psicólogo Geoffrey Reed – que coordenou as seções de saúde mental e comportamento do ICD – disse que  o resultado da exclusão do transsexualismo dos distúrbios de saúde mental será um acesso mais fácil aos cuidados apropriados.

“A intenção é reduzir as barreiras ao atendimento”, disse ele .

A OMS afirma que a versão da CID-11, que será apresentada à Assembleia Mundial da Saúde em 2019, entrará em vigor oficialmente em 1º de janeiro de 2022.

“Embora haja poucos adotantes, muitos países não vão se adaptar tão rapidamente”, afirma a OMS, acrescentando que os Estados Unidos mudaram para a CID-10 – lançada em 1990 – apenas em 2015.

Outras mudanças nos transtornos de saúde mental na CID-11 incluem um novo transtorno de jogo, um transtorno de acumulação e reclassificação de “desejo sexual excessivo” como “transtorno do comportamento sexual compulsivo”.

 

 

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Opinião

Seja seu Próprio Herói.

Por Andrew Klavan. Leia o artigo completo no Daily Wire. [George] Lucas, você sabe, incorporou outras influências. O grande cineasta japonês Akira Kurosawa fazia parte de

Leia Mais »