(41) 99821-2381 Whatsapp [email protected]

Por Susan Berry, no Breitbart.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), agência de saúde da ONU, anunciou que os indivíduos que alegam ser transexuais não têm mais uma doença mental.

More than a dozen women began brutally fighting at San Francisco's Pride Festival on Sunday over a dispute about a singer's performance.

Cerca de 12 mulheres brigaram violentamente num festival de rua de São Francisco.

Assita ao vídeo da briga aqui.

Antecipando a próxima publicação da 11 ª edição da sua Classificação Internacional de Doenças  (CID), a OMS afirma que removeu a incongruência de gênero de sua lista de doenças mentais a fim de “reduzir o estigma”, que pode vir com a afirmação de ser de um género incongruente com o próprio sexo biológico. A OMS afirma que a medida promoverá “melhor aceitação social de indivíduos que vivem com a incongruência de gênero”.

“Ele foi retirado dos transtornos mentais porque tivemos uma compreensão melhor de que isso não era realmente uma condição de saúde mental”, disse a Dra Lale Say, coordenadora da equipe de adolescentes e populações de risco da OMS. “Deixá-lo lá estava causando estigma, por isso, a fim de reduzir o estigma, além de garantir o acesso às intervenções de saúde necessárias, isto foi colocado em um capítulo diferente, o capítulo de saúde sexual, no novo CDI.”

“A decisão não se baseou apenas na promoção ou no feedback das comunidades envolvidas”, continuou ela. “Todas as evidências disponíveis foram revisadas e discutidas por um grupo consultivo externo e, juntamente com a base científica dessa condição, e o feedback da comunidade profissional e das comunidades envolvidas, formaram a base dessa decisão.”

Say mencionou uma decisão similar “sobre remover completamente a homossexualidade do CDI”.

“Novamente, isso foi baseado no entendimento científico de que não havia evidências claras de que esse problema deva ser medicalizado”, disse ela.

Segundo o PinkNews, o psicólogo Geoffrey Reed – que coordenou as seções de saúde mental e comportamento do ICD – disse que  o resultado da exclusão do transsexualismo dos distúrbios de saúde mental será um acesso mais fácil aos cuidados apropriados.

“A intenção é reduzir as barreiras ao atendimento”, disse ele .

A OMS afirma que a versão da CID-11, que será apresentada à Assembleia Mundial da Saúde em 2019, entrará em vigor oficialmente em 1º de janeiro de 2022.

“Embora haja poucos adotantes, muitos países não vão se adaptar tão rapidamente”, afirma a OMS, acrescentando que os Estados Unidos mudaram para a CID-10 – lançada em 1990 – apenas em 2015.

Outras mudanças nos transtornos de saúde mental na CID-11 incluem um novo transtorno de jogo, um transtorno de acumulação e reclassificação de “desejo sexual excessivo” como “transtorno do comportamento sexual compulsivo”.

 

 

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!