iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Por Leam Deacon. Leia o artigo completo no Breitbart.

 

Angelos Sofocleous, 24 anos, foi expulso de sua função na Crítica , o periódico de filosofia da Universidade de Durham, depois de compartilhar um artigo e o comentário: “as mulheres não têm pênis”. O seu retuite do artigo “É crime dizer que as mulheres não têm pênis?”, no The Spectator, ultrajou estudantes nas redes sociais, que alegaram que ele estava prejudicando os transexuais.

Ele também foi demitido de sua posição como editor da revista on  line da Universidade de Durham , The Bubble, e forçado a renunciar como presidente de uma sociedade humanista de “livre expressão”.

Centenas de pessoas responderam ao tweet, incluindo o ex-presidente dos Humanistas LGBT, Christopher Ward, que afirmou que o post era “factualmente incorreto” e não “merecia um debate”.

Ele acrescentou: “Como ex-presidente do LGBT Humanists UK, a oposição que senti de vários membros de Humanistas de longa data, contra pessoas trans e questões trans foi uma mancha em uma organização que, de outra forma, seria grandiosa.

“E aqui está o novo Presidente dos Estudantes Humanistas que está revivendo uma terrível merda transfóbica.”

Ryan Lo, o presidente da Sociedade de Filosofia da universidade, demitiu Sofocleous alegando que seus tuites serviam para “menosprezar experiências trans”.

No Facebook da revista Crítica , o Sr. Lo disse : “A Durham University Philosophy Society tem o dever de agir dentro dos melhores interesses de todos os seus membros, portanto está comprometida com a igualdade e diversidade e com nossos princípios democráticos como um grupo da União de estudantes de Durham.

“Não toleramos práticas de racismo, sexismo ou sentimentos trans-excludentes”.

O novo redator-chefe da Crítica , Sebastián Sánchez-Schilling, tuitou dizendo que estava “feliz em anunciar” que a publicação não iria “tolerar feministas radicais trans-excludentes ou que se submetessem à sua pressão”.

Sofocleous respondeu às alegações de que ele era um fanático e prejudicara pessoas transexuais em um artigo para o The Spectator . Ele escreveu :

“A reação contra mim foi extrema, mas estava longe de ser excepcional. No campus, o assunto de gênero, agora, está fora dos limites para quem não consegue se alinhar com a nova ortodoxia: que ser homem ou mulher é fluido.

“Qualquer um que disser o contrário está sujeito a ser perseguido a fim de ser silenciado.”

“Na universidade de Durham, assim como em outras universidades, seria fácil pensar que a importância de nunca ofender é a única coisa que importa.

“Esse continua sendo o caso, mesmo quando a defesa desse foco fica no caminho dos fatos, ou contra o direito das pessoas de manterem pontos de vista diferentes sobre assuntos controversos, como o gênero.

“É por isso que meu tweet inócuo resultou em uma reação tão feroz. Disseram-me que o motivo da minha demissão do jornal estudantil era porque eu tinha “menosprezado as experiências trans”.

“A explicação para minha remoção como editor do Bubble foi pior: a minha posição na revista, me disseram, exigia que eu fosse imparcial. Ser imparcial, no entanto, requer não ter nenhuma visão. Pelo menos quando se trata de gênero.

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Psicanálise
Editorial

O Perigo do Narcisismo

Por Wesley J. Smith. Leia o artigo original no National Review. O transumanismo é um movimento social solipsista que, às vezes, beira o narcisismo. Os adeptos

Leia Mais »