por Matt Walsh no Daily Wire.

 

Kate Spade e sua filha, Frances Beatrix Spade, atualmente com 13 anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anthony Bourdain suicidou-se dia oito. A estilista Kate Spade, no dia cinco. São dois suicídios proeminentes em apenas alguns dias. E eles estão longe de serem os únicos, infelizmente. O suicídio é uma verdadeira epidemia em todo o país. As taxas de suicídio estão aumentando em quase todos os estados. Em algumas áreas, eles aumentaram em 30% ou mais. Isto não é normal. Algo está acontecendo. Mas o que? E por que?

As pessoas dirão que o suicídio está em alta porque não estamos fazendo o suficiente para combater a “crise da saúde mental”, mas isso não pode ser a causa. Nós nunca estivemos mais conscientes, nem fomos mais proativos contra problemas de saúde mental, mas a taxa de suicídio só continua a subir. A taxa era uma fração do que é hoje quando ninguém nunca tinha ouvido falar de “saúde mental”. As explicações puramente psicológicas simplesmente não se sustentam. Sem dúvida, há um problema mais profundo aqui.

Eu acho que esse problema é o vazio. Há um vazio no âmago de nossa cultura e, a partir dessa raiz, a epidemia de suicídio cresce. Nós fugimos de Deus, do significado, do propósito e abraçamos um tipo suave de niilismo; um niilismo que não se chamará niilismo. Usa outras palavras e slogans para se descrever. “Você só vive uma vez”, diz. “Viva sua verdade”. Dizem às pessoas que existe apenas uma vida, uma realidade e que não existe significado além do que você atribui a ele. Mas o que acontece quando você não vê mais o significado? Bom, nossa cultura diz que, se você não vê, então não está lá.

Ariane, 11 anos, filha de Anthony Bourdain.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqueles que buscam a felicidade seguindo os caminhos desgastados inevitavelmente cairão nesse buraco. Se você fizer o que todo mundo está fazendo e viver como eles vivem e seguir seus passos, você acabará na mesma escuridão. Você começará a sentir que não há esperança e nenhum sentido e nenhuma verdadeira beleza ou alegria para se encontrar na vida. E este é o estado em que tantos de nós estamos vivendo. Um grande número de pessoas nos USA está mergulhando neste desespero niilista e vivendo vidas vazias desprovidas de substância. Elas lutam e se debatem e buscam ajuda, mas  frequentemente a mão que os segura só vai arrastá-los para dentro do poço.

Vimos esse processo acontecer esta semana. É a mesma coisa que acontece toda vez que uma pessoa famosa comete suicídio. Partimos imediatamente para quase defender o ato e para garantir que ninguém fale algo negativo sobre isso. Insistimos que o suicídio não é senão o resultado de uma “doença mental”. Uma pessoa deprimida morre de suicídio da mesma forma que uma pessoa pode morrer de câncer de mama. Nós entregamos elogios chorosos e admiradores à celebridade falecida e expressamos nossa esperança de que eles “tenham encontrado a paz”.

Mourning: Hoffman left most of his fortune to his long-term partner Mimi O'Donnell, pictured center at his funeral. They had three children together - Willa, left, Tallulah, center, and Cooper, right

Willa, Tallulah e Cooper, no enterro do pai, o ator Philip Seymour Hoffman.

E que bem faz isso? Como estamos ajudando uma pessoa suicida ao sugerir explicitamente que o suicídio é um meio para a paz? Como o estamos ajudando, dizendo que ele não tem escolha, que sua depressão pode acabar  matando-o um dia, totalmente contra sua vontade? Que serviço prestamos dizendo que ele não tem poder, não tem alternativa, não tem livre arbítrio? E então ficamos chocados quando a próxima pessoa faz isso. E o próximo. E o próximo. E cada vez que reagimos da mesma maneira, dizendo as mesmas coisas, e pensamos que estamos ajudando, desde que nós também divulguemos o telefone de prevenção do suicídio.

É bom dar o número de prevenção do suicídio (1-800-273-8255). É bom incentivar as pessoas a buscarem ajuda, conversar com alguém, estender a mão. Nós entendemos direito essa parte. Mas saimos perigosamente fora do curso com todo o resto. E a crise só piora porque nos recusamos a rastreá-la até as raízes. Nós paramos no cérebro, em reações químicas e distúrbios psicológicos, mas nunca paramos para perguntar por que todos os nossos cérebros aparentemente se descontrolaram nos tempos modernos. Se tudo isso é apenas uma questão de transtornos mentais, por que diabos esses “transtornos mentais” são tão comuns agora?

Eu acho que é porque a desordem não é puramente psicológica. Vai além de nossos cérebros e entra em nossas almas, no vazio. O que todos realmente anseiam profundamente  é por verdade e o significado. Não um significado que eles atribuam arbitrariamente, mas um significado que é objetivo e inerente e além da nossa capacidade de suprimir ou mudar. Mas nossa cultura nos diz que nada disso existe – existe apenas esse mundo físico, nossos egos e tudo o que decidimos fazer de tudo. E se não fizermos nada disso e não encontrarmos nada, então a vida não é nada e não há razão para continuar vivendo.

Zachary, Zelda and Cody, filhos de Robin Williams.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se alguém está se sentindo assim, é bom dar-lhes os números para ligar e dizer que não estão sozinhos e que as pessoas cuidam deles e incentivá-los a conversar com alguém. Eu faço eco a todas essas exortações. Mas não é suficiente, por si só. As pessoas precisam de mais do que isso. Elas precisam de mais do que terapia e números de telefone. Elas ainda precisam de mais do que o conhecimento de que outras pessoas os amam. Elas precisam de significado . Elas precisam de esperança . Elas precisam que haja um sentido para tudo isso, uma razão.

Bom, louve a Deus porque há uma razão, há um sentido, há um significado. Deus é nosso alicerce, nossa verdade, nosso propósito e a essência de nossas vidas. Nós não somos meros acidentes. Nós não somos pedaços de poeira que cresceram aleatoriamente da Terra e de alguma forma desenvolveram consciência e um código moral e a capacidade de amar. Isso não faz sentido, e todos nós sabemos que não faz sentido, e literalmente nos matamos tentando dar sentido a isso.

Há um caráter transcendente e espiritual para a humanidade, e todos nós reconhecemos isso inatamente. Deparamo-nos com o desespero quando o rejeitamos e tentamos nos separar dele e de nós mesmos. A esperança se encontra de outra maneira, na direção oposta. A esperança é se encontra quando abraçamos quem somos, como filhos de Deus, e mantemos nossos olhos e corações focados na eternidade, em casa. Deus nos quer lá com ele. Mas ainda não. Ainda há mais a ser feito, mais vida para ser vivida, e podemos vivê-la com alegria, sabendo que  um significado e um sentido para tudo isso.

Fonte:

https://www.yahoo.com/entertainment/anthony-bourdains-ex-wife-mother-child-breaks-silence-hope-good-trip-wherever-130059489.html

http://www.dailymail.co.uk/news/article-2563147/Philip-Seymour-Hoffmans-requested-kids-kept-away-Hollywood.html

https://www.huffingtonpost.ca/2016/07/22/robin-williams-daughter_n_11139940.html

 

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!