(41) 99821-2381 Whatsapp [email protected]

 

Robin Williams com seus 3 filhos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Artigo de Courney Kirchoff, no Louder with Crowder.

Não há apenas “uma razão” pela qual as pessoas se suicidam. Não podemos  encontrar “uma solução” para fazer as pessoas reconsiderarem tomar a própria vida. Porque cada um é diferente, as circunstâncias de cada um são diferentes, a psique de cada um é diferente. Portanto, não vou entretê-lo com todas as razões pelas quais as pessoas podem cometer suicídio em seus esforços para explicar por que elas acharam que a morte era a única solução para seus problemas. Problemas plurais.

Eis o que vou dizer: as questões das pessoas são reais. Não importa quão grandes ou pequenas. Eu adoro brincar com meus problemas de primeiro mundo com os amigos porque, para mim, eles são engraçados. Hoje de manhã, eu não conseguia encontrar um lugar bom para guardar as almofadas da minha mobília ao ar livre antes de uma tempestade. Isso não é um problema real para mim, então eu acho engraçado reclamar disso. No geral, eu tenho uma vida adorável. Mas como residente do planeta Terra, também tenho problemas.

Filha de 11 anos de Anthony Bourdain, Ariane.,

Todo mundo que vive entende o quão árdua, desafiadora e comovente a vida pode ser. Independentemente das circunstâncias econômicas. Leia as duas frases anteriores novamente, por favor. Especialmente se você disse ou pensou na seguinte observação depois de ouvir do suicídio de Kate Spade ou Bourdain: “Eles eram ricos e famosos,  o que deixava eles tristes?!” Porque ouvi o mesmo sentimento repetido após o suicídio de Robin William. “Ele morava em uma mansão e tinha milhões, mas eu sou [insira sua história triste sobre subir a montanha na neve, descalço] e não me matei

Não ajuda.

Não ajuda. Não apenas a primeira pessoa foi rejeitada, como ela foi informada de que seu problema não importava “no esquema das coisas”. Agora, multiplique isso pelo resto da vida.

Permita-me me intrometer nisso por um segundo. Eu tive uma crise pessoal anos atrás, quando minha casa (um veleiro na época) fora seriamente danificada, mas eu ainda tinha que viver nela. Um idiota na internet me disse com essas palavras: “Podia ser pior, pelo menos você não morreu no dia 11 de setembro.” Um buraco no meu quarto não teve nada a ver com um ataque terrorista em Nova York. Obviamente, morrer é pior do que ter um buraco no meu quarto. Mas “poderia ser pior” não significa que o buraco não deveria ser consertado, nem que um buraco no meu quarto não era mais um problema.

Digamos, por exemplo, que você tenha cortado o polegar enquanto cozinhava. Você está sangrando em toda a sua toalha nova de linho egípcio. A solução não é algum imbecil dizer: “Ei, podia ser pior, você podia ter perdido uma perna devido a um explosivo iraquiano”. Você ainda precisa colocar o dedo no lugar. Mesmo que a outra pessoa esteja “pior”.

Os problemas em sua vida precisam ser resolvidos. Mas, primeiro, você precisa falar com alguém sobre eles. Alguém em quem você possa confiar e que não vá simplesmente rejeitar você.

Você tem problemas. Sim, você, a pessoa que está lendo este post. Você pode até estar deprimido. Ou com os seus problemas, ou apenas deprimido. Você pode ter um salário de seis dígitos e um Tesla em ordem. E ainda assim você está triste. Você continua não querendo viver, apesar de ter, de acordo tanto com a opinião das pessoas online quanto offline, “tudo”. Ou talvez você tenha uma família amorosa, mas, caramba, você continua muito frustrado. Depressivo. Você não quer mais continuar.

Suicídio não é a resposta. Não é a resposta para você, não é a resposta para os ricos e famosos. Não é a resposta para a classe média. Não é a resposta para os pobres. Não é uma solução para os velhos, os jovens, os moribundos. Sua vida tem valor, mesmo que por algum motivo você ache que não.

Fashion designer Kate Spade  left behind a tragic note telling her teenage daughter Frances 'Bea' Beatrix not to blame herself for her suicide

Late Spade e sua filha Frances, atualmente com 13 anos.

Alguém que acredita ser sarcástico e original vai dizer algo como “E que tal um serial killer, eles não deveriam se matar? LOL”.

Não é a hora.

Teoricamente, tanto Kate Spade quanto Anthony Bourdain tinham recursos disponíveis para eles. E ainda assim eles tiraram suas próprias vidas. Nos preocupamos com pessoas que não têm recursos disponíveis para elas. Não, não estou minimizando Spade ou Bourdain. Por qualquer motivo que tivessem, se tivessem razões, talvez não sentissem que seus problemas poderiam ser resolvidos.

Sentir-se desamparado, triste, perdido e sem sentido não é tão incomum como alguns gostariam que você acreditasse. Mas se você está se sentindo assim, ou se está com vontade de se suicidar, não deixe que os outros descartem seus sentimentos ou seus problemas. Procure alguém que não vai ignorar você. Se você não tiver essa pessoa em sua vida, procure um profissional em sua área, alguém que possa responder prontamente. Eu não aconselharia ir às mídias sociais. As seções de comentários são terríveis. Na verdade, talvez se você estiver se sentindo péssimo, saia da Internet por um tempo.

Se você não consegue encontrar um profissional de saúde mental, ou não pode pagar por um, por favor procure um padre, um ministro, um rabino ou até mesmo uma recepcionista em uma igreja local. Eles ajudarão você. Eles vão te levar a sério.

Antes de se desconectar da rede, se foi isso que você decidiu fazer, aqui está o link para o site de prevenção de suicídio . Seu número: 188.

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!