Blog Clara Ferreira Alves e Ella Berthoud discutiram acerca da possibilidade de haver livros que nos salvam.

No domingo passado, no LEV, festival Literatura em Viagem, em Matosinhos, Clara Ferreira Alves e Ella Berthoud, autora do livro ‘Remédios Literários’, discutiram acerca da possibilidade de haver livros que nos salvam. Ou que nos curam, na perspetiva da inglesa Ella Berthoud, que dá consultas de biblioterapia em todo o Mundo, presencialmente ou pela ‘net’ – aconselhando livros. O serviço nacional de saúde britânico já inclui o fornecimento de livros nas suas consultas de saúde mental e, desde ontem, existe uma consulta de biblioterapia em Portugal, criada pela blogger Sandra Nobre (https://abiblioterapeuta.com), destinada a particulares e também a empresas. Garantem que basta “ler os livros certos”. Esse é um problema. O meu sonho era o de haver livros à venda nas farmácias – porque há livros tão especiais que só deviam ser lidos com prescrição médica, ou livros tão perigosos que não se podem vender em qualquer loja. E sim, há livros que curam. E livros que nos fazem adoecer, esse é o outro problema. Talvez não exista equilíbrio possível entre uns e outros. Nem salvação, no fim de contas.

Leia mais: www.cmjornal.xl.pt/opiniao/colunistas/francisco_jose_viegas/detalhe/20160517_0030_blog.html

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!