por Hank Berrien, no Daily Wire.

Um novo estudo indica que, ao contrário da posição dos ativistas da justiça social, as diferenças de gênero podem ser realmente muito reais.

Os autores do estudo escrevem: “Exploramos o curso do tempo das duas principais variáveis interessantes para a respectiva questão de pesquisa: 1) atratividade e 2) gênero, ambos processados com base na mera apresentação de faces 2D frontais. Nosso raciocínio foi o seguinte: se o gênero se processa antes da atratividade, não se pode excluir a possibilidade de que os marcadores sexuais já sejam levados em consideração no início do processamento da atratividade. Em outras palavras, a avaliação da atratividade em um estágio muito inicial é altamente provável que seja específica de gênero”.

Em resumo, os autores concluem: “Em suma, o processamento de atratividade facial parece basear-se em pré-processamento de estética específica de gênero, por exemplo, via a ativação de protótipos de atratividade específicas de gênero que mostram o processamento focado de certos aspectos faciais.”

Uma pessoa famosa notou as implicações óbvias:

Para rir, mais diferenças aqui.

Fonte:

https://incrivel.club/inspiracao-relacionamento/as-principais-diferencas-entre-homens-e-mulheres-78855/

Perfil mantido pela equipe editorial do CONIPSI.
“Imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados.”
Millôr Fernandes

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!