Elizabeth LeCron selfie

Elizabeth LeCron.

Artigo condensado de Erica Werner, no JWR. Leia o artigo completo aqui.

Especialistas que pesquisaram assassinos em massa dizem que eles tendem a ter certas coisas em comum, incluindo um senso de vitimização e padrões de busca de atenção negativa. Eles também procuram a infâmia que pode resultar da realização desses ataques.
Alguns assassinos também pesquisaram seus antecessores, observando suas ações, bem como a resposta à carnificina que desencadearam. Pesquisadores ainda descobriram que as pessoas que realizam ataques em locais públicos geralmente se preocupam com as pessoas ao seu redor, em alguns casos fazendo referências a invasores anteriores.

O pesquisador Paul Mullen estudou cinco atiradores em massa e descobriu que eles falavam de maneira enervante de seu desejo pela fama. Um deles falou em “bater o record” com sua violência, enquanto outros falavam em saber que eles morreriam durante seus ataques, mas acreditavam que “a morte lhes traz fama junto com uma aura de poder e maldade”.

Essas referências também se tornaram elos macabros em uma cadeia. Segundo as autoridades, um homem acusado de abrir fogo em uma igreja do Tennessee, no ano passado, matando uma pessoa e ferindo outras seis, fez uma nota referindo-se a uma possível vingança pelo ataque de Charleston. Um homem acusado de matar um repórter da Virgínia e um cinegrafista na televisão ao vivo em 2015 também se referiu ao “tiroteio na igreja”, bem como ao agressor da Virginia Tech que matou 32 professores e alunos em 2007. Esse atacante, por sua vez, fez uma referência  aos atiradores de Columbine, dizem os investigadores.

Vídeos sombrios lançados no começo deste ano capturaram Nikolas Cruz, acusado do massacre na escola em Parkland, na Flórida, falando de seu “objetivo” de matar “pelo menos 20 pessoas” durante seu ataque. Ele também se referiu a si mesmo como “o próximo atirador escolar de 2018”.

Em outros casos, os atacantes analisaram atentamente os assassinatos em massa anteriores e falaram cruelmente de querer “ganhar deles”.

Segundo as autoridades, um adolescente que foi acusado de abrir fogo em um playground da escola primária – matando uma criança de 6 anos – escreveu sobre estudar outros atiradores de escolas e documentar quantas vítimas eles deixaram para trás. Ele escreveu sobre suas esperanças de “provavelmente matar cerca de 50 ou 60. Se eu tiver sorte, talvez 150.”

ohio-mugshots.png

Damon Joseph and Elizabeth Lecron.

 

Fonte:

www.cbsnews.com/news/fbi-arrests-elizabeth-lecron-damon-joseph-for-separate-alleged-terror-plots-near-toledo-ohio/

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!