iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Boletim Informativo do CONIPSI

Em 31 de dezembro de 2016

Frase

Que eu diminua para que Ele cresça.

João Batista, discípulo de Jesus que morreu decapitado, sobre Deus.

Sumário

Mensagem de ano novo! | Queremos realmente ter liberdade? | Liberdade para se vitimizar | Santificação da culpa | Crianças com TEA | Por que a esquerda chorou quando Fidel morreu? | País protege terroristas e ataca portadores de Síndrome de Down.

Feliz Ano Novo! Por Ely Silmar Vidal

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar; tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar; tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora; tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar; tempo de amar de tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.” (Ec 3:1-8)

Portanto não desperdice este momento, e viva-o como se fosse o último de seus momentos.

Saboreie, experimente, curta, viva…

Saiba que assim você estará, mais próximo do ideal de Deus para tua vida, que é, justamente o fato de que você se encontre na harmonia, com a verdadeira natureza de Deus, que é a paz, o amor, a justiça e a felicidade.

Porém, nunca esqueça, que na balança da ordem eterna, o bem sempre tem que estar em contraposição ao mal, a saúde à doença, a paz à guerra, a justiça à injustiça e assim por diante…

Na sabedoria, encontrará a paz, ainda que à tua volta, tudo pareça guerra, porque estará fortalecido e saberá suportar os senões, com a maestria, de quem de fato confia.

Que Deus abençoe a ti, tua casa, bem como à obra de tuas mãos, em especial neste momento que fez o Senhor para tua vida e nos que se sucederem, para que você possa, no amor e na felicidade, mostrar o que reconhece da vida. – (ap. Ely Silmar Vidal – psicanalista e presidente do CONIPSI).

Mais textos no site do Centro de Atendimento Psicanalítico – Dr. Ely Vidal.

Não Queremos Pagar o Preço da Liberdade Por Joseph Pearce

O governo tem ganhado cada vez mais poder sobre a vida do cidadão e este tem cada vez menos liberdade. Neste passo, em breve teremos um Governo Mundial servindo às corporações globais e organizações financeiras globais, indiferentes a qualquer um.

Nós realmente nos importamos?

(…) Se a liberdade significa que eu preciso começar a pensar nas ramificações políticas, econômicas ou ambientais do estilo de vida que escolhi, a liberdade pode ir para o inferno. Se tiver que restaurar ou preservar a liberdade, então não vale o empenho.

(…) A triste mas verdadeira realidade é que nada mudou desde as épocas ancestrais. Os romanos sabiam que as massas podiam ser mantidas em seu estado servil se recebessem pão e circos (panem et circenses). Enquanto pudermos mantermo-nos gordos com junk food e mantermo-nos distraídos com nossos dispositivos de mão e o circo de celebridades que eles servem, nós realmente não queremos saber de liberdade.

Continue lendo aqui.

Complexo de culpa, vitimização, vitimizadores Por NMurray N. Rothbard

(…) O hedonismo, a entrega irreprimível aos desejos e o fim de toda e qualquer sensação de culpa passaram a ser o comportamento preconizado.

(…) Atualmente, toda a cultura progressista é caracterizada por um maciço sentimento de culpa coletiva.

Um breve resumo dos sentimentos que um indivíduo tem a obrigação de ter: sentimento de culpa pelo assaltante de rua, sentimento de culpa por séculos de escravidão, sentimento de culpa pela opressão e estupro de mulheres, sentimento de culpa pelo Holocausto, sentimento de culpa pela existência de aleijados, de cegos, de anões e de deficientes mentais, sentimento de culpa por comer animais, sentimento de culpa por estar gordo, sentimento de culpa por fumar, sentimento de culpa por não reciclar o lixo, sentimento de culpa por se locomover de carro e gerar poluição, sentimento de culpa por haver pessoas negras com renda menor que a sua, sentimento de culpa por estar “violando a santidade da Terra” e por aí vai.

Continue lendo aqui.

Santificação da Culpa Por Murray N.Rothbard

A era da ausência de culpa, sob a nossa cultura liberal de esquerda durou, se bem me lembro, cerca de seis meses. Agora, toda a cultura é caracterizada por culpa coletiva maciça, e se alguém não demonstra publicamente o devido respeito insincero a uma longa lista de culpas declaradas solenemente, ele é, literalmente, expulso da vida pública.

(…) Antigamente, criticávamos os nazistas pela sua doutrina de culpa coletiva; agora, abraçamos o mesmo conceito nazista como uma característica vital do nosso sistema ético. (…) A alguns grupos é concedido o status de Vítimas Oficiais; todos os que não estão nos grupos de Vítimas são, portanto, criminosos e Vitimizadores Oficiais. Espera-se que os Vitimizadores sintam-se culpados pelas vítimas e, portanto – porque não faz sentido a culpa sem uma compensação – paguem os olhos da cara em dinheiro, privilégios e “empoderamento” para sempre e sempre sem fim. Amém.

Continue lendo aqui.

Curso de alfabetização de pessoas com TEA Por Alexandre Vidal

Entre os dias 5 e 9 houve a apresentação do curso de alfabetização de pessoas com o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A pedagoga, psicopedagoga e pesquisadora, Dayse Serra, explicou que com atividades adequadas é possível ensinar uma criança com TEA a ler e escrever. Por isso ela apresentou um método baseado na sua experiência profissional e estudos acadêmicos que permite ao educador entender o aluno e ajuda-lo mais.

Este método é dividido em 5 etapas: 1ª avaliar as habilidades acadêmicas do aluno, 2ª os precursores de linguagem e 3ª desenvolvimento de habilidades fonológicas, 4ª cumprir as etapas do método proposto e 5ª ampliar o universo da linguagem.

Os alunos com TEA muitas vezes se recusam a fazer alguma atividade. Para trabalhar essas dificuldades é preciso exercitar e estimular as habilidades do aluno, Serra ensina como em seu curso, com recomendações de leituras científicas e aplicações práticas.

Por que a Esquerda Chorou Quando Fidel Morreu?

Jamie Glazov faz uma análise psicológica do comportamento esquerdista.

(…) Para entender por que os esquerdistas, especialmente da variedade ocidental, estão chorando com a morte de Castro, é crucial primeiro compreender o fundamento subjacente do sistema de crenças dos progressistas.

(…) O esquerdista, portanto, em última análise, odeia a si mesmo e deseja sua própria auto-extinção. E assim ele embarca em uma odisseia totalitária para separar-se de seu próprio eu indesejável e para abandonar e borrar sua individualidade em um coletivo totalitário e um todo maior. Meu trabalho, United In Hate, documentos como este é precisamente o conto dos companheiros de viagem – os peregrinos políticos que viajaram (e continuam a viajar) para infernos comunistas totalitários e islâmicos em busca de seus paraísos utópicos.

Artigo originalmente publicado no Breitbart, e traduzido pela equipe do Instituto IESS.

Continue lendo aqui.

País que protege terroristas, ataca portadores de Síndrome de Down

Nós vamos encontrar, é um esforço muito mais importante do que o de enviar um homem à lua.

Professor Jerome Lejeune, sobre uma cura para a trissomia 21.

A França proibiu a veiculação do premiado vídeo promocional “Dear Future Mom”, que consiste numa mensagem positiva, dirigida por crianças com Síndrome de Down a grávidas.

(…) A Fundação Jérôme Lejeune, pioneira em pesquisa científica sobre a síndrome de Down e um dos financiadores do vídeo, apresentou uma petição pedindo que a proibição fosse suspensa. Em 1959, o professor Jérôme Lejeune, pediatra e geneticista, descobriu a causa da síndrome de Down (trissomia 21) e dedicou sua vida à causa pró-vida e lutou pelos direitos das pessoas com síndrome de Down.

(…) Assine a petição aqui.

Continue lendo aqui.

Ely Vidal, presidente do CONIPSI

Alexandre Vidal, diretor de marketing.

(41) 99820-9599 (Tim) | 99109-8374 (Vivo) | 99821-2381 (Claro e WhatsApp) | 98514-8333 (Oi)

Caixa Postal: 18012 – Centro Cívico – Curitiba – Paraná CEP: 80530-970

[email protected] | www.conipsi.com

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Opinião

Seja seu Próprio Herói.

Por Andrew Klavan. Leia o artigo completo no Daily Wire. [George] Lucas, você sabe, incorporou outras influências. O grande cineasta japonês Akira Kurosawa fazia parte de

Leia Mais »