Estudante de Direito, com punição, foi forçado a refletir sobre “Masculinidade Tóxica”.

Por Tom Ciccotta, no Breitbart, Austin Gross, no Empower Texans.

 

Um aluno de direito de Austin, Texas foi forçado a refletir sobre a sua “masculinidade tóxica”. Ele sofreu a punição ideológica depois que a universidade o considerou culpado de assédio

O aluno foi convidado a escrever um trabalho de seis páginas que iria “identificar os estereótipos / conceitos de papéis de gênero e como isso impacta seu relacionamento com as mulheres” e “defina sua ideia de masculinidade saudável” e ” descreva que medidas ativas você pode tomar hoje para incentivar atitudes saudáveis ​​em relação à masculinidade em todos os níveis da sociedade.”

“Esteja ciente de que esta [tarefa de reflexão] não pode servir como uma defesa de suas ações, mas como um reflexo do que você aprendeu sobre si mesmo através desta experiência”, escreveu a superintendente da universidade.

O aluno disse que o trabalho fez com que ele se sentisse como se a universidade estivesse patologizando seu gênero. “Isso não é apenas discriminação; isso é tratar a masculinidade como um problema de saúde mental e fingir que eles têm algum dever pretensioso de corrigir os supostos defeitos em meu sexo para o bem de toda a sociedade ”, disse o aluno.

“Se a Universidade do Texas-Austin tivesse um programa para aconselhar estudantes negros sobre como conter características associadas a estereótipos negros, ninguém hesitaria em chamar isso de racista”, acrescentou.

Depois de formado, ele apresentou uma queixa contra a universidade. Ele alega que a universidade o discriminou com base em seu gênero ao considerarem-no culpado de duas acusações por “motivos muito questionáveis”, sem o devido processo legal, e depois terem rejeitado suas contra-reclamações contra seu acusador. O Escritório de Direitos Civis do Departamento de Educação concordou em investigar a Universidade e suas alegadas práticas ilícitas.

Gregory Fenves, president of the University of Texas at Austin. Learn what a recent report of sexual assaults at UT revealed in the following gallery. Photo: Jay Janner, MBR / Austin American-Statesman

Gregory Fenvex, reitor que está sendo processado.

Por meio de tribunais radicais, dirigidos por estudantes, que podem distribuir unilateralmente punições como essa, a Universidade do Texas e sua administração, financiadas pelo contribuinte, mostraram que não têm respeito pelo sistema de justiça criminal.

Em uma carta ao estudante, após uma apelação de suas sanções, o reitor da Universidade, Gregory Fenves, admitiu isso, afirmando que “nada do que você alegar, mesmo que verdadeiro, mudaria o resultado final deste assunto”. Fenves também sugeriu que a punição fosse levada como uma experiência de aprendizagem.

 

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!