A falta de intimidade continua a ser a maior reclamação do relacionamento.
por Kim Giles. Leia o artigo completo aqui.
A única coisa que cria a maior desconexão e a falta de intimidade nos relacionamentos é a decepção, e este é um grande problema, porque, de vez em quando nos desapontamos com nossos cônjuges e nossos casamentos.
A decepção é um problema porque cria o medo da perda, o que é o sentimento de não conseguir o que você queria ou ter suas expectativas frustradas. Com isso vem o ressentimento,  e um casamento onde você não se sente seguro. Se você não se sente seguro, você não pode se entregar intimamente ao seu cônjuge de maneira conectada.
Aqui estão quatro princípios importantes, que podem ajudar a curar o medo da perda e do desapontamento, para que você possa ter uma conexão melhor em seu relacionamento:
Princípio 1: Estamos no planeta para aprender e crescer – e não ter todas as nossas expectativas satisfeitas.
Estamos nos esforçando para ser felizes, mas também devemos entender que o verdadeiro propósito dessa jornada é o crescimento e a aprendizagem. Por isso, somos atraídos por uma pessoa que pode nos ajudar a crescer e aprender, e não a uma pessoa que nos fará felizes para sempre. Em outras palavras, você se casa com seu melhor professor, e ele ensina você irritando você, e desencadeando seus medos – para que você possa vê-los e trabalhar com eles.
Você deve começar a ver o seu casamento como uma escola com o objetivo de aprender a amar e entender outra pessoa, superar suas expectativas e praticar ser responsável por sua própria felicidade. Quando você vê seu casamento com precisão, você fica mais propenso a se concentrar no crescimento e sofrer menos perda e sentir menos auto-piedade.
Princípio 2: Em cada momento haverá coisas em sua vida que não serão da maneira que você gostaria que fossem.
Você pode ter problemas de saúde, problemas financeiros, um marido que tem problemas de egoísmo, um telhado com goteira, um vizinho maldoso ou uma esposa com dificuldade em amar e ter intimidade. Quando essas situações aparecem, você pode ter sentimentos de desgraça, raiva ou auto-piedade. Seu desapontamento e frustração em relação a essas “circunstâncias menos do que ideais” cria infelicidade.
O que é importante é que você reconheça que você é responsável pelo tanto que você sofre com isso. Seu cônjuge e seus problemas não conseguem fazer de você um desgraçado. Você está sempre no controle de quão desgraçado você decide ser. Claro, você sempre fará o que puder para consertar e reparar situações de que você não gosta, mas você também deve escolher se concentrar no positivo em torno de todas bênçãos que você tem, também. As pessoas que são gratas têm uma melhor conexão do que as que se sentem amaldiçoadas pela vida.
As perguntas que você deve se fazer são: “Esta experiência de falta está aqui para me ensinar o que? Como eu poderia me tornar melhor, mais forte ou mais sábio por meio disto na minha vida?” Quando você aborda as decepções desta forma, você vai sair da mentalidade vítima para um lugar de crescimento. Conexão e auto-piedade não podem acontecer simultaneamente; você terá que escolher o que deseja
Princípio 3: Em cada momento da sua vida há coisas pelas quais você poderia ser grato.
Entendemos que a falta de intimidade ou conexão deficiente é doloroso e decepcionante, mas se você recuar e enumerar as suas bênçãos e observar todos os problemas que você não têm, você também pode ser, realmente, agradecido. A verdade é que, em cada momento da sua vida, algumas coisas serão boas e outras faltarão. Então, se você não consegue se concentrar no bom, e ser feliz e grato agora, você nunca será capaz de fazer isso. Ou você pode escolher ser feliz e grato o tempo todo. Depende de você.
Princípio 4: O segredo para a conexão íntima de qualidade é ser a cura para o seu medo.
Se você se tornar o lugar mais seguro na terra para o seu cônjuge, um lugar de incentivo, apreciação e admiração, eles sentirão um novo nível de conexão com você e seu interesse pela intimidade aumentará.
Se você costuma criticar, reclamar ou ficar decepcionado com seu cônjuge, ele (ela) se afastará emocionalmente e a conexão não acontecerá. Tornar-se o lugar mais seguro do seu esposo funciona e aumenta rapidamente a conexão para a maioria dos casais.
Se não funciona com você, provavelmente há problemas em seu relacionamento em torno de seu cônjuge que não se quer, realmente, corrigir, e nada poderá melhorar se um de vocês não quiser.
Sua situação não determina sua felicidade. A maneira como você escolhe pensar e se sentir a respeito da sua situação, sim. Você tem o poder de estar em paz agora. Então, a partir deste lugar tranquilo, apoie o seu cônjuge e faça com que ele (ela) se sinta seguro – uma excelente conexão se seguirá.
Sabemos que isso é difícil – mas você pode fazê-lo.
Kimberly Giles é escritora, coaching e palestrante.

Receba Por E-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails para receber atualizações e as notícias mais recentes do Conselho!

Inscrito Com Sucesso, Parabéns!